Solenidade de São João Batista, Padroeiro do Município de Tabuaço - 2019


São João Batista, o Precursor, é um dos santos mais populares, apesar da sua excentricidade, sobriedade, tendo-se retirado para o deserto, onde se alimentava de gafanhotos e mel silvestre. Certamente nada popular. Mas se pensarmos nas festas do solstício de Verão talvez percebamos a vertente popular relacionada com São João. As festas cristãs sobrepuseram-se às festividades pagãs, mas não ao caráter festivo e popular que essas festas tinham. Muda a invocação, mas não tanto as tradições.

Por estes dias, na nossa diocese, vários concelhos (e paróquias), festejaram o nascimento de São João Batista. Em Tabuaço, São João é o Padroeiro do Município e, por conseguinte, no dia 24 de junho é o feriado municipal, facilitando o encontro, o convívio e a festa.

Várias propostas de entretinimento, com grupos musicais e cantores, cinema e perícia automóvel…

A Eucaristia coroa as festas sanjoaninas, bem assim como a Procissão com as imagens dos seus santos padroeiros. Um dos momentos significativos são as marchas, na véspera que junta pessoas de todas as freguesias, muitas das quais organizadas com carros alegóricos, ranchos, marchas, com letras sobre as suas terras, sublinhando o melhor que têm.

A missa solene de São João, presidida pelo pároco, teve como Pregador o Pe. Vítor Carreira, o mais jovem sacerdote da Diocese de Lamego. Durante a homilia, o Pe. Vítor, partindo sobretudo do Evangelho de São Lucas, foi sublinhando o paralelismo entre João Batista e Jesus, desde o anúncio feito pelo Anjo Gabriel a Zacarias e a Nossa Senhora, passando pela missão de um e de outro. João aponta para Jesus. É a voz que prepara a chegada da Palavra, o Precursor que aplana as veredas para o Messias. “Quem tiver duas túnicas, reparta com quem não tem nenhum”… Trata-se do desafio à partilha, à caridade… Expressões que surgem no Evangelho que que nos levam a modificar comportamentos e atitudes. João prega precisamente um Batismo de penitência e de conversão. Aos soldados, apela à não-violência. Apesar de ter um caráter bastante difícil e de trato pouco fácil, ainda assim o caminho proposto é o da conciliação e não-agressão. Despojamento e humildade, João indica-nos o caminho: Eis o Cordeiro de Deus… É Ele de quem eu dizia, virá alguém, depois de mim a quem eu não sou digno de desatar a correia das sandálias. João faz-nos seguir Jesus e compromete-nos com a justiça, com a verdade, com o serviço aos outros, com a conversão interior e exterior para nos configurarmos a Jesus Cristo e ao Seu evangelho de amor.

Depois da Eucaristia, a Procissão em honra de São João Batista, com a participação de todas as paróquias e locais de culto do concelho de Tabuaço, com a imagem dos seus padroeiros, sendo os andores transportados pelas pessoas de cada freguesia, respetivamente. Entre os andores, crianças, jovens e adultos “encarnando” figuras dos santos padroeiros e/ou figuras bíblicas. A acompanhar a Procissão, três Bandas de Música, de Sendim, de Gouviães e de Mondim de Basto (a que assumiu a animação coral na celebração da Santa Missa), e a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Tabuaço.

Finda a Procissão, com a bênção do Santo Lenho, a festa continuou pela tarde e pela noite dentro, em momentos de descontração, de alegria, de encontro, oportunidades, se bem aproveitadas para celebrar a vida.

 

Notícia publicada na Voz de Lamego, edição de 25 de junho de 2019

 

> ÁLBUM FOTOGRÁFICO na página da PARÓQUIA NO FACEBOOK - aqui.


Todos os direitos reservados © PARÓQUIA DE TABUAÇO 2017
Realizado por Terra das Ideias

Política de Privacidade