CRÓNICAS & DESAFIOS


D. António Couto: Vai, e faz tu também do mesmo modo.

Este é o lema proposto por D. António Couto para o novo ano pastoral que agora começa. A abertura, ao nível diocesano, a 30 de setembro, no Seminário Maior de Lamego, com apresentação do Plano Pastoral Diocesano e da Carta Pastoral de D. António Couto a todos convidando para a vinha do Senhor, aprofundando a dinâmica que contextualiza, justifica e dá corpo ao Plano Pastoral: Vai, e faz do mesmo modo. O proceder de Jesus há de ser o proceder de cada cristão, cada discípulo.

A acentuação estará na dimensão caritativa, ainda que esteja sempre presente. A fundamentação bíblica parte da Parábola do Bom Samaritano, narrada por Jesus, e que O identifica no Seu agir, no modo de acolher e perceber a vontade de Deus.

 

FUNDAMENTAÇÃO BÍBLICA – Lucas 10, 25-37

 

Levantou-se, então, um doutor da Lei e perguntou-lhe, para o experimentar: «Mestre, que hei de fazer para possuir a vida eterna?» Disse-lhe Jesus: «Que está escrito na Lei? Como lês?»

O outro respondeu: «Amarás ao Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma, com todas as tuas forças e com todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.» Disse-lhe Jesus: «Respondeste bem; faz isso e viverás.» Mas ele, querendo justificar a pergunta feita, disse a Jesus: «E quem é o meu próximo?» Tomando a palavra, Jesus respondeu:

«Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e caiu nas mãos dos salteadores que, depois de o despojarem e encherem de pancadas, o abandonaram, deixando-o meio morto. Por coincidência, descia por aquele caminho um sacerdote que, ao vê-lo, passou ao largo. Do mesmo modo, também um levita passou por aquele lugar e, ao vê-lo, passou adiante.

Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, encheu-se de compaixão. Aproximou-se, ligou-lhe as feridas, deitando nelas azeite e vinho, colocou-o sobre a sua própria montada, levou-o para uma estalagem e cuidou dele. No dia seguinte, tirando dois denários, deu-os ao estalajadeiro, dizendo: 'Trata bem dele e, o que gastares a mais, pagar-to-ei quando voltar.' Qual destes três te parece ter sido o próximo daquele homem que caiu nas mãos dos salteadores?»

Respondeu: «O que usou de misericórdia para com ele.» Jesus retorquiu: «Vai e faz tu também o mesmo».

 

DESAFIO:

O desafio é-nos lançado por D. António Couto, alargado a toda a comunidade, mais novos e mais velhos, homens e mulheres, crianças, adolescentes, jovens, adultos e anciãos, comprometidos em grupos eclesiais ou além dos grupos. A pertença a Cristo compromete-nos com o MODO de pensar, falar e agir de Jesus. O Bom Samaritano espelha bem o AGIR de Jesus: Aquele que Se aproxima dos mais frágeis e tudo faz para os curar, reabilitar, devolver à vida.

Esta será a missão da nossa paróquia: amar servindo, servir amando. Conselho Pastoral, Conselho Económico, Catequistas, Grupo de Jovens, Grupos Corais, Grupo de Acólitos, Leitores, Zeladoras da Igreja, Apostolado de Oração, Movimento da Mensagem de Fátima, Ministros Extraordinários da Comunhão. A comunidade como um todo. Respirar Jesus, viver Jesus, testemunhar Jesus e procurar agir do seu modo.


Todos os direitos reservados © PARÓQUIA DE TABUAÇO 2017 Realizado por Terra das Ideias